, ,

Os 10 aplicativos mais usados por empreendedores de Marketing Digital

canvascreenshot-768x395

A cada dia cresce o número de pessoas que utilizam pelo menos um aplicativo para ajudá-lo a gerenciar o seu negócio. As ofertas são inúmeras. E o melhor: sem pagar nada por isso. O Digitais do Marketing entrevistou alguns empreendedores do ramo de Marketing Digital para saber sobre quais são os aplicativos que eles mais utilizam no seu dia-a-dia.  São desde apps para gestão das contas até para cadastro de pedidos e para comunicação com a equipe. Todos os aplicativos indicados são gratuitos ou possuem alguma forma gratuita de uso. Nas versões pagas, alguns aplicativos são precificados em dólar e outros em reais (caso a empresa já tenha operações personalizadas para o Brasil).

Anote aí! De 22 de Março até 6 de Abril, 1ª Ed. do WeCommerce – encontros e diálogos sobre E-commerce aqui na isCool. Inscrições rolando!

1 – Asana

asana

O objetivo desta plataforma é que os gestores consigam visualizar os projetos por meio das tarefas e do seu andamento e, assim, gerir o negócio por meio de conversas coletivas e privadas através de uma interface que integre todas as ações descritas.

Yuri Moreno, diretor de Marketing da Epicfy, utiliza o Asana para gerenciar o trabalho remoto de parte de sua equipe que trabalha em cidades e até países diferentes. “O Asana é um dos softwares para gestão de projetos mais intuitivos e flexíveis que já usei. Ainda não encontrei nenhum processo dentro dos meus projetos que não consegui adaptar ao sistema”.

O Asana possui tanto a versão gratuita quanto a versão Premium. A ferramenta está disponível para desktop, Android e iOS.

2 – Canva

canvascreenshot

Por ser muito visual e de fácil compreensão, o Canva é uma ferramenta muito prática. É uma das ferramentas de criação de conteúdos gráficos mais simples de utilizar, até para quem não domina o Photoshop.

“Canva é um aplicativo incrível para editar imagens para as redes sociais e para os posts do blog. A versão gratuita já é muito boa e completa, mas na versão paga a opção Magic Resizete ajuda a economizar muito tempo, pois cria a imagem nos diferentes formatos das redes sociais que você selecionar”, conta Helena Sordili, sócia do Carranca Design e blogueira.

O Canva possui tanto a versão gratuita como paga. A ferramenta está disponível para desktop, Android e iOS.

3 – Evernote

evernote1

Com o Evernote é possível escrever e armazenar notas de diversos assuntos, em formatos como texto, áudio e foto. Você ainda pode acessá-lo em diversos dispositivos e compartilhar com quem desejar. Muito empreendedores usam o Evernote por conta de proteção de informações e de compartilhamento. O Evernote possui os planos Basic (gratuito), Plus, Premium e Business. Há a versão para desktop, para Android e para iOS.

4 – Followers para Instagram

instagram-followers

Além de usar o Instagram para divulgar o seu negócio, é preciso ficar atento em como anda a presença de sua empresa ou marca nesta rede. O Followers for Instagram serve para conseguir acessar dados sobre quem deixou de seguir o perfil da sua empresa, quantas pessoas estão engajadas com sua marca e quais postagens deram mais certo. O Followers for Instagram está disponível apenas para iOS. Ele é gratuito, mas há recursos pagos dentro do aplicativo.

5 – Hootsuite

Hootsuite

O Hootsuite é uma ferramenta que permite o agendamento em massa de posts nas redes sociais. Através dele é possível gerenciar na mesma tela os posts no Facebook, no Instagram e no Twitter, por exemplo, além de seguir as estatísticas de audiência de cada página e perfil. A ferramenta é gratuita para gestão de até três contas. Além da versão para desktop, há versões para Android e para iOS.

6 – Lookback

lookback

O Lookback é uma ferramenta onde é possível gravar as interações que os consumidores fazem com o seu produto, como toques na tela, cliques e comandos de voz usados. É possível analisar esses dados coletados e montar uma imagem de como é a experiência do usuário. O Lookback é gratuito e pode ser usado no desktop e em smartphones com Android e com iOS.

7 – Qipu

qipu

Qipu é uma ferramenta que ajuda a controlar as obrigações das microempresas, enviando alertas sobre contribuições fiscais, sobre a arrecadação do microempreendedor ou sobre os benefícios a que ele tem direito. O aplicativo é gratuito e está disponível para Android, para iOS e para Windows Phone, além da versão web.

8 – Slack

slack1

O Slack permite conversar por canais (grupos com várias pessoas) ou enviar mensagens privadas. Existe uma versão gratuita, mas os planos pagos vêm acompanhados de um histórico completo da conta, com backup de textos e arquivos. Na opção gratuita a possibilidade de criar categorias de backup de arquivos importantes é limitada.

“Com o Slack tenho certeza de que todos as comunicações importantes com meus clientes e equipe vão estar em um lugar só, ao invés de ficar procurando em diversos sistemas e ferramentas de integração como bots e alertas concentram as informações relevantes de plataformas externas dentro dos nossos canais do Slack”, conta Yuri Moreno, sócio e diretor de Marketing da Epicfy.

O Slack possui uma versão gratuita e paga. Está disponível para Android, para iOS, além da versão web.

9 – Trello

trello

O Trello é um visualizador de listas com um belo visual. Por meio de cartões você pode dividir as áreas de um projeto e acompanhar o progresso de cada um dos setores. Jogando os cartões de um lado para outro, é possível atualizar instantaneamente o progresso de cada tarefa.

“O Trello é uma ferramenta fácil de usar, bastante prática e me ajuda na organização de projetos e tarefas. Além disso, posso compartilhar e dar acesso a outras pessoas da equipe ou clientes. Também uso como ferramenta para guardar arquivos, ideias, roteiros e textos”,  explica Heloísa Zambianco, empreendedora da empresa Marketing & Consultoria Digital.

O Trello possui três planos: o gratuito, o Business Class e o Enterprise. Há a versão para desktop, para Android e para iOS.

10 – ZeroPaper

zeropaper

O ZeroPaper é um gerenciador financeiro empresarial e o ajuda a organizar seu fluxo de caixa, tudo sem precisar gastar papel.  Basta criar uma conta no site do serviço e inserir dados sobre sua atual situação financeira. Com a inclusão das informações, o ZeroPaper classificará seus gastos por categorias, criando um histórico de orçamento pessoal ou de seu negócio. A partir daí será possível comparar a rotina de gastos mensal ou anualmente, facilitando a tomada de decisões para melhorias imediatas ou futuras.

“Com o ZeroPaper consigo ter uma visão bem detalhada de todas as despesas e receitas da empresa, tanto do passado quanto do futuro. Com isso, consigo saber exatamente o quanto estamos gastando, quanto temos em caixa, quanto vamos ter daqui a um mês, três meses ou um ano. Então, eu fico tranquilo que as contas estão em dia para poder focar na operação da empresa”, explica Rômulo Gomes Nunes, sócio e CEO da Epicfy.

ZeroPaper é gratuito e pode ser usado no desktop e em smartphones com Android e com iOS.

Fonte: Digitais do Marketing.

 

,

Primeiros passos para anunciar no Facebook

Imagem5

As mídias sociais estão cada vez mais presentes no dia-a-dia dos consumidores e no seu relacionamento com as marcas. O Facebook já conta com mais de 1 bilhão de usuários ativos no mundo e é uma das mídias sociais mais utilizadas pelos brasileiros. E a tendência é que os números aumentem, afinal, o acesso à internet está cada vez mais facilitado, principalmente pelos dispositivos móveis.

facebook

Ter uma página corporativa no Facebook é importante, mas, mais que isso, é preciso se relacionar com o seu público. Produzir conteúdo de qualidade é uma das premissas básicas do inbound marketing (atração do consumidor pelo interesse, e não pela oferta), mas, de que adianta ter um conteúdo bom se ele não for visto?

Sua marca precisa ser vista

suamarca

O alcance orgânico, ou seja, o número de fãs que visualizam as postagens de uma página sem investimento em mídia, está cada dia menor. Fontes afirmam que o alcance orgânico médio das páginas atualmente está entre 1 a 2% da base de fãs. Afinal, o número de páginas só cresce e seria impossível recebermos conteúdo de todas elas em nossas timelines. Além disso, o Facebook preza pelo interesse do usuário e, como qualquer empresa, precisa gerar lucro. É aí que entra a possibilidade de investimento em mídia dentro do Facebook.

Começando a investir no Facebook

Para anunciar, é preciso entender alguns pontos. O primeiro que é válido ser destacado é que não há um valor definido para investir no Facebook. Assim como o Google AdWords, o Facebook funciona através de um leilão e você é quem determina quanto quer investir.

A segunda questão é a estrutura das campanhas. Veja a imagem abaixo para entender como os anúncios são organizados:

estrutura

As campanhas são divididas por objetivos, que são vários. Você pode instigar as pessoas a curtirem sua página, enviá-las para o seu site, incentivar conversões (compras, preenchimentos de formulários, ligações), obter visualizações de vídeo e muito mais.

campanha

Já os conjuntos de anúncios são os níveis em que você define o direcionamento, com base no perfil do seu público, de acordo com características demográficas, interesses e comportamentos; seu orçamento, tipo de lance (visualizações, cliques ou envolvimento), posicionamento dos anúncios (feed de notícias desktop e mobile, coluna direita) e o período de veiculação.

O ideal é criar conjuntos de anúncios divididos por públicos. Por exemplo, se você tem um e-commerce de calçados, poderia criar um conjunto de anúncios para Homens com 20 a 45 anos interessados em moda e outro para Mulheres com a mesma faixa etária e interesses, por exemplo, e dentro desses conjuntos criar anúncios com os produtos que sejam relevantes para cada público.

Dentro dos conjuntos de anúncios você pode incluir vários anúncios, que são peças publicitárias, com diferentes imagens e textos, e testar aqueles que trazem mais resultados para o seu negócio. A melhor parte da ferramenta é que você pode testar quantos anúncios quiser, para diferentes públicos, analisar as métricas e investir mais naqueles que possuem uma performance elevada. Otimizar o seu orçamento de mídia nunca foi tão fácil!

Capriche na segmentação

Um dos segredos para o sucesso dos anúncios no Facebook é a segmentação. Se você tiver uma agência de viagens em Blumenau  e quiser aumentar o número de interessados pelos seus pacotes, é provável que você tenha mais resultados segmentando sua campanha para interessados em viagens.

segmentacao

É natural que uma campanha bem segmentada tenha um alcance potencial menor, mas quanto maior a segmentação, maior a chance de você atingir o público certo e garantir uma taxa de cliques (CTR – click through rate) alta. O grau de interesse é importante pois influencia na qualidade dos anúncios e nos valores de CPC (custo por clique) e CPM (custo por mil).

Faça testes com os novos recursos

O Facebook lança constantemente novas funcionalidades para os anunciantes. Agora é possível entregar anúncios para pessoas que estiveram perto de um endereço, criar anúncios no formato Carrossel e Canvas, informar conversões offline e impactar pessoas que tiveram algum tipo de engajamento com a sua marca. Além disso, você pode subir a sua base de e-mails de clientes e criar anúncios para essas pessoas, se elas tiverem contas no Facebook com essas contas de e-mail. São várias funcionalidades disponíveis que tornam as possibilidades infinitas!

Essas são dicas básicas para quem ainda não tem experiência com a ferramenta e quer começar a anunciar. Se você quiser informações mais detalhadas sobre as funcionalidade e quiser se manter atualizado, é interessante acompanhar fontes de informação sobre o assunto ou buscar um curso especializado. Aí vão algumas dicas:

Facebook Business

Grupo Facebook Ads Brasil no Facebook

Fábio Prado Lima, maior referência em Facebook Ads no Brasil. Está sempre por dentro das novidades e compartilha todas elas assim que são lançadas!

Curso de curta duração da IsCool, focado em Gestão de Facebook Ads. Confira mais informações.